blockbr-logo-bc
Pesquisar
Close this search box.

Com expansão internacional, fintech BlockBR projeta gerar US$ 50 milhões no ano

  • Home
  • BlockChain News
  • Com expansão internacional, fintech BlockBR projeta gerar US$ 50 milhões no ano
Com expansão internacional, fintech BlockBR projeta gerar US$ 50 milhões no ano

Com expansão internacional, fintech BlockBR projeta gerar US$ 50 milhões no ano

O mercado de imóveis norte-americano movimenta cerca de US$ 47 trilhões por ano. Sabendo disso, a fintech BlockBR, especializada em infraestrutura para investimentos em ativos digitais, está anunciando sua internacionalização.

Em um primeiro momento, a empresa iniciará as operações nos Estados Unidos com o objetivo de facilitar o acesso para investidores brasileiros e estrangeiros aos imóveis, tornando-o menos burocrático. Por meio de tokenização, a companhia espera que a expansão gere US$ 50 milhões em novos negócios nos próximos 12 meses.

Normalmente, para investir em um imóvel, o processo exige que o investidor abra uma firma nos EUA, a LLC (Limited Liability Company), para poder aportar os fundos. Além disso, é necessário lidar com taxações e operações complexas. Com a nova infraestrutura, a companhia organiza ativos imobiliários, permitindo que os aplicadores adquiram tokens RWA atrelados a frações dos imóveis americanos diretamente do Brasil.

De acordo com Cassio J. Krupinsk, CEO da BlockBR, a expansão do negócio para os Estados Unidos marca um passo na missão de oferecer novos papéis a agentes de mercado e soluções via tokenização. “Para viabilizar a iniciativa, contamos com um amplo time jurídico e de compliance, além de uma companhia parceira nos EUA que estuda e atua na área de imóveis americano.

Desejamos que tudo isso facilite o acesso aos investimentos imobiliários globais”, explica Krupinsk.

Todo o processo é executado com a tecnologia blockchain, que evita que os registros sejam modificados e reduz as barreiras de entrada para os investidores. Além disso, soluções como esta beneficiam desde o originador e assessor dos recursos até o investidor final.

Fonte: Forbes

Compartilhe esse conteúdo

Você pode gostar também